Projeto

Acessibilidade

Palavras para quem não vê

compartilhe

No segundo lugar geral da FIciencias 2020, ganhou o projeto “Palavras para quem não vê”, desenvolvido pelas alunas Adriana Fang e Giulia Moreira Demarchi do Colégio Sesi Internacional de Foz do Iguaçu. As estudantes criaram uma impressora que faz a digitação do texto em braile, feita com peças Lego Mindstorm ev3. “Foi muito gratificante conseguir este reconhecimento na FIciências. Foram horas e horas de trabalho intenso com níveis de estresse altos e adrenalina lá em cima, mas valeu a pena. Acredito que são nesses momentos em que mais aprendemos e nos desenvolvemos pessoalmente, porque temos que lidar com diversos sentimentos e emoções juntas, mais a pressão externa, então só os fortes sobrevivem!”, comemora Giulia, rindo.

O projeto foi orientado pelo professor Cristian Loch.

Conheça mais o projeto: