Projetos

Sustentabilidade

Estação Hidrometeorológica de Controle de Enchentes

compartilhe

O projeto "Estação Hidrometeorológica de Controle de Enchentes", desenvolvido pelos alunos Geovana de Lima Soares, Luis Gustavo Aguilera e Rafaella Crocetta Disner Ferreira e pelo professor Alexandre Bueno, do Colégio Sesi da Indústria da CIC, consiste em ser um mecanismo capaz de reconhecer o risco de umas possível enchente em um rio e alertar a população que vive nesta possível área afetada. Propõe o uso de sensores para monitoramento dos rios da capital, sendo estes, sensores de nível instalados nas margens do curso para detecção prévia de um transbordamento, e um sensor de vazão, fixado no solo do rio, usado para medir a velocidade da água contribuindo também para identificar os fenômenos relacionados ao aumento da velocidade da corrente, como as chamadas "cabeças d'água", de forma que, seja emitido um alerta via SMS caso haja alguma anormalidade ou risco de transbordamento do canal em questão. 

O principal objetivo do projeto é desenvolver um mecanismo de alerta de enchentes em regiões ribeirinhas, assim que a estação detectar um aumento no nível pluviométrico de determinado rio o sistema irá exercer um alerta por meio de mensagens telefônicas, que despertará a população e consequentemente diminuirá e evitará prejuízos materiais e relacionados a saúde dos indivíduos, afinal o residente terá tempo para tomar as devidas providências evitando maiores consequências, porque o que ocorre atualmente na maioria das vezes os moradores não recebem nenhum avisos, são surpreendidos e acabam por não ter uma evasão adequada. 

Com a iniciativa, os alunos melhorariam a qualidade de vida de todo o estado paranaense, uma vez que, evitando os danos mencionados, a população sofreria menos de um ponto de vista econômico, pois evitariam incalculáveis danos materiais que de certa forma afetariam o próprio estado, que por sua vez, estima-se  necessário a criação de programas de restauração econômica com o intuito de auxiliar as pessoas afetadas pelos alagamentos. Além de até mesmo evitar gastos na saúde pública da capital paranaense, que, de forma indireta é sim afetada neste tipo de situação, em consequência de muitas pessoas sofrerem problemas de saúde após alagamentos, sejam eles danos físicos ou doenças causadas pela água contaminada. O produto ainda não foi possível testar o produto devido à pandemia que estamos vivendo. Assim, os resultados esperados baseiam-se em um protótipo. 

O projeto “Estação Hidrometeorológica de controle de enchentes” conquistou o terceiro lugar na categoria de avanços tecnológicos da FIciencias 2020.