Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




06/03/2017

Mesmas Coisas

Manoel Carlos KaramMarechal Floriano Peixoto, 458 - Curitiba/PR
  • DATA INÍCIO: 10/03/2017
  • TÉRMINO: 12/03/2017
  • HORA INÍCIO: 19:00
  • TÉRMINO: 19:00


O projeto MESMAS COISAS quer apresentar uma forma inédita e performativa um
trabalho teatral inspirado na obra do escritor Manoel Carlos Karam.
Mesmas Coisas, é título de um livro que ainda não foi lançado no Brasil, está em fase de
organização e que tem previsão de lançamento para 2017. O livro traz à tona elementos
que se repetem na linguagem de toda a obra de Karam. É como se fosse uma
passagem, uma viagem que percorresse toda a sua obra de forma obsessiva e precisa.
Em cena, uma atriz e um músico, utilizam objetos cotidianos como uma fotografia ou
calendário e sugerem a passagem do tempo, como os relógios. Eles buscam por um
nome para um personagem (o Souza, o Lucas, o Manoel, a Eva, a Catarina). Buscam os
traços do rosto do personagem. Investigam algumas teorias: fugir com o circo; como
todo mundo já caiu da cama ou ainda vai cair, etc etc etc. Não há grandes eventos, nem
uma história linear, apenas acontecimentos que aprofundam a experiência com a
linguagem e obra de Karam a partir do encontro com as pessoas, o encontro do teatro.
As situações performativas buscam revelar o procedimento criativo de Karam, e sua
sensibilidade é evidenciada através da experiência viva da cena.
(...) Se a escolha do prenome é difícil, pode-se cogitar que indivíduo seja chamado pelo
sobrenome. Oliveira seria inoportuno. Gonçalves, resumindo o roteiro, trocaria o dia pela
noite ou a noite pelo dia ou trocaria alguma outra coisa. Borges é temeroso. Ribeiro não,
por não ser interessante apenas 99% da velocidade da luz. (...) (trecho do livro Pescoço
ladeado por parafusos).
Provocações. Foi através das provocações da obra infinita e incansável do Karam que o
projeto Mesmas Coisas surgiu e reuniu vários artistas de Curitiba, provocados por Nadja
Naira e Michelle Pucci, na criação desta peça-performance. Também uma homenagem
mais que merecida a esse grande artista da nossa cidade.
O desafio desse coletivo de artistas é encontrar as principais obsessões do Karam,
transformar isso em cena, colocar em ação as técnicas que ele se utilizava para
escrever. Descobrir a musicalidade que as palavras tem em sua obra, e a subversão de
regras da escrita como pontuação, o uso de cacofonias, inversões sintáticas.

Reservas e informações : mesmascoisaskaram@gmail.com

Quando: 10, 11 e 12 de Março de 2017, 19h
Onde: Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França
Av. Marechal Floriano Peixoto, 458 41 3322-2111
ENTRADA FRANCA

Sesi   Serviço Social da Indústria (Paraná)   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR