Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




09/09/2013

Por que se alimentar corretamente?

Boa alimentação é sinônimo de saúde, bom desenvolvimento físico e mental e capacidade adequada de aprender e agir. Pesquisas apontam que a produtividade e a saúde estão relacionadaa a uma alimentação adequada. A falta de tempo para se alimentar e o desconhecimento das necessidades nutricionais diárias têm sido as grandes vilãs na qualidade da alimentação no dia a dia.

Sabe-se que uma alimentação inadequada pode comprometer o desempenho no trabalho e em todas as atividades. Hábitos alimentares incorretos, a longo prazo,  levam a desequilíbrios. O que comemos pode afetar o humor, energia, sono, concentração e memória.  É importante mudar gradual e definitivamente os comportamentos alimentares inadequados para nos transformarmos em pessoas mais saudáveis.

O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para doenças crônicas, como câncer, diabetes e doenças relacionadas ao coração que, por sua vez, são responsáveis por despesas com a saúde, deficiências e morte. Os índices de câncer no pâncreas, cólon, seios e endometriose, quando associados à obesidade, são altos.  A obesidade já se mostra o maior desafio da saúde, especialmente em países em desenvolvimento como o Brasil.

Benefícios

Uma boa alimentação é sinônimo de mais saúde e produtividade. Comer bem traz vários benefícios para nosso organismo

  • Aumenta a imunidade e reduz infecções;
  • Previne várias doenças, entre elas o câncer;
  • Aumenta a energia e reduz o cansaço;
  • Melhora o humor, combate a depressão e os efeitos do estresse;
  • Retarda o envelhecimento e melhora a circulação.

Malefícios

Maus hábitos alimentares podem comprometer o desempenho no trabalho e em todas as atividades. Uma alimentação incorreta pode causar:

  • Mau humor;
  • Cansaço e falta de energia;
  • Distúrbios de sono;
  • Dificuldades de concentração e problemas de memória;
  • Sobrepeso e obesidade;
  • Doenças vasculares;
  • Diabetes;
  • Aumento do risco de desenvolver câncer, principalmente pâncreas, próstata e mama.

 

Informações Quantitavidas

Mundo

De acordo com a (OMS) (Organização Mundial da Saúde), entre os anos de 1980 e 2013, a obesidade no mundo passou de 28,8% para 36,9% entre a população masculina e de 29,8% para 38% no sexo feminino. Saiba mais aqui.

 

Brasil

O percentual de excesso de peso da população brasileira está, atualmente, em 54,2%, onde a obesidade representa 20,1%.

Em relatório expedido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) no mês de abril de 2016 mostra que mais de 16 milhões de brasileiros adultos têm diabetes (8,1%), sendo que em decorrência dessa doença morrem 72 mil pessoas ao ano no país.

Saiba mais aqui. 

Paraná

O Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida do Trabalhador da Indústria (2001 – 2012), realizado pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) do Paraná, envolveu 34.453 industriários do Estado e mostra que 9,7% deles estão obesos e 27,2% tiveram medida de pressão arterial alterada, sendo que a maioria não tinha diagnóstico médico anterior do problema.

Os dados do Paraná apontam que dos 34.453 trabalhadores participantes, 6,6% têm hipertensão e os que têm diabetes representam 1,9% do total.

Em relação ao estilo de vida, o Diagnóstico apontou que mais da metade dos trabalhadores participantes (54%) não consome frutas e verduras diariamente; 5,3% consomem sal em excesso e 41,1% consomem refrigerantes mais de três vezes por semana. Além disso, 35,7% não praticam atividade física suficiente para beneficiar a saúde; 32,1% não praticam atividade física no lazer; 9,6% são fumantes e 1,2% consomem bebidas alcoólicas em excesso.

 

UNIDADE MÓVEL DE PREVENÇÃO AO CÂNCER

O programa Cuide-se + possui uma unidade de atendimento móvel que percorre todo o estado atendendo as indústrias paranaenses.CONHEÇA A UNIDADE MÓVEL

REVISTA ELETRÔNICA CUIDE-SE +

Conheça a revista eletrônica e tenha ainda mais informações importantes para sua saúde.ACESSE A REVISTA GRATUITAMENTE