Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




10/11/2017

Torneio de Robótica (FLL) promove engajamento de alunos com ciência

As seletivas internas da First Lego League (FLL) acontecem de 13 a 20 de novembro nas cidades de Londrina, Cianorte e Curitiba

Identificar problemas e propor soluções a curto prazo, bem como construir e programar robôs autônomos são alguns dos objetivos do Torneio de Robótica - First Lego League (FLL). As seletivas internas acontecem de 13 a 20 de novembro e vão passar pelas cidades de Londrina, Cianorte e Curitiba. Estima-se que a competição reunirá cerca de 500 alunos do ensino médio, de 30 unidades do Colégio Sesi das regionais Norte, Noroeste e Região Metropolitana de Curitiba. Com a temática Hydro Dynamics, o torneio estimula a criatividade e traz desafios do mundo real para os alunos. É preciso planejar, projetar, construir e programar robôs com a tecnologia Lego, desenvolvendo o trabalho em equipe.

O Torneio de Robótica (FLL) é um programa internacional criado para despertar o interesse dos alunos em ciência e tecnologia, no ambiente escolar. A rede Sesi de ensino apresenta na grade curricular, a disciplina de Oficinas Tecnológicas, em que todos os alunos do ensino médio são desafiados a aprender Física e Matemática, com base em programação e montagem de robôs. Para o coordenador de Educação do Colégio Sesi Internacional de Londrina, João Paulo Silva, os estudantes conseguem ter outra visão de estudo, além da sala de aula. “Eles aprendem as disciplinas na prática e de maneira lúdica, o que promove um engajamento muito maior”, explica.

A competição de robótica pode ser usada no ambiente escolar, mas não é projetada exclusivamente para esse propósito. De acordo com a coordenadora regional do Torneio FLL, Raquel Nascimento, os jovens podem se inspirar com os projetos e quem sabe seguir uma carreira dentro do ramo de ciência e tecnologia propondo novas soluções tecnológicas. “O grande objetivo da competição é suscitar o interesse pelas áreas de Matemática, Física, Química e Engenharia de uma maneira divertida. É propor um olhar diferenciado e trazer soluções para problemas atuais”.

Como funciona

A disciplina de Oficinas Tecnológicas estimula a formação das equipes para o torneio, que são formadas por até 10 alunos. Cada equipe tem um técnico, que pode ser um professor, e também um técnico suplente. O Torneio de Robótica apresenta o tema, que é fundamentado em um assunto científico do cotidiano. Ele é baseado em um conjunto de problemas do mundo real, os mesmos vivenciados por profissionais, como cientistas e engenheiros.

Após o lançamento do tema, as equipes têm de oito a dez semanas para se preparar para o torneio. Nesse período, os estudantes precisam desenvolver o projeto de pesquisa, design e desafio do robô (colocá-lo em prática) e também core values, que são os valores no modo de atuar em conjunto, valorizando o respeito mútuo e o trabalho de alta qualidade. Após o projeto cumprir com os requisitos, ele pode competir nas seletivas internas e etapas de nível regional e nacional, resultando em visibilidade e premiação. A etapa regional será realizada nos dias 23 e 24 de fevereiro e a etapa nacional em março de 2018, ambas sediadas em Curitiba. Para mais informações sobre o Torneio de Robótica, clique AQUI.