• HOME
  • >
  • Notícias
  • >
  • 5 medidas a favor da produtividade no trabalho

Envie para seus amigos

Verifique os campos abaixo!






Comunicar Erro

Verifique os campos abaixo!




09/12/2016

5 medidas a favor da produtividade no trabalho

Para calcular a produtividade de um país, leva-se em conta a relação entre o PIB e o total de empregados. Desde 1970, quando houve uma mudança da estrutura produtiva brasileira, com a diversificação dos setores industriais, o país não tem um aumento de produtividade relevante. Segundo um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), hoje, o Brasil tem 30% da produtividade coreana. O preocupante é que, na década de 1980, os índices dos dois países era semelhante. De acordo com um pesquisa recente da agência norte-americana Conference Board, são necessários quatro trabalhadores brasileiros para produzir o mesmo que um norte-americano. 

Ao contrário do que se possa pensar num primeiro momento, o trabalhador tem pouca influência sobre esse índice. Cabe as empresas fazerem os investimentos necessários para que a produtividade seja aumentada. A seguir, conheça 5 medidas que podem ser tomadas para aumentar a produtividade no trabalho: 

Saiba quais são os principais vilões da produtividade nas indústrias 

1- Qualificação

Se são necessários 4 brasileiros para produzir o mesmo que um norte-americano, não é à toa. Um brasileiro estuda em média por sete anos, enquanto um americano, 12. Quando o assunto é qualificação, o abismo é ainda maior. Enquanto recebemos 30 horas de qualificação ao ano, um americano tem de 120 a 140 horas.

2- Equipamento

Investir em maquinário moderno ajuda efetivamente na melhora da produtividade. Atentar-se para o como as máquinas estão dispostas na indústria, cuidando do layout, também pode influenciar.

3- Segurança

Não é novidade que colaboradores seguros trabalham mais e melhor. Por isso, é fundamental investir em soluções preventivas, que reduzam o absenteísmo nas empresas.

4- Saúde

Um recente pesquisa realizada pelo Sesi apontou que 60% das empresas dão grande importância a programas de promoção da saúde de trabalhadores, que vão além do cumprimento de requisitos legais. Entre as principais ações estão a gestão dos afastamentos por doenças, executada por 87,8% das indústrias, e o monitoramento de aspectos ergonômicos no ambiente de trabalho, feito por 84% dos empreendimentos. Afinal, não é difícil concluir que funcionário doente não produz tudo o que poderia.

5- Inovação 

Pense diferente! Faça o que tem que ser feito de outra forma, seja para otimizar os processos ou economizar, assim, certamente estará mais perto da produtividade desejada.

Quer saber mais? Conheça as soluções do Sesi no Paraná.

Sesi   Serviço Social da Indústria (Paraná)   Direitos Reservados
Av. Cândido de Abreu, 200   Centro Cívico   80530-902   Curitiba   PR